Radar

A fotógrafa Viviane Sassen revela sua influência surrealista em exposição na Inglaterra

Publicado em: 08 de agosto de 2018

A exposição Espelho quente (Hot mirror) é uma seleção de diversas séries fotográficas da holandesa Viviane Sassen (1972), em cartaz na galeria Hepworth Wakefield, nas proximidades de Leeds. Feito pela própria artista, o recorte proposto para a mostra apresenta, além das fotografias, alguns poemas-imagens inspirados nas estratégias de colagem típicas da vanguarda surrealista. Sassen conta que o surrealismo foi uma de suas primeiras influências, algo que pode ser notado nas sombras marcadas, corpos fragmentados e imagens oníricas presentes em seu trabalho.

Fazem parte da exposição imagens das séries Flamboya, Parasomnia e da recente Lama e lótus, algumas delas publicadas na ZUM #13, além de trabalhos famosos de Sassen, como fotos do livro Roxane, feito em colaboração com a estilista Roxane Danset.

Em paralelo a galeria Hepworth também apresenta a exposição Lee Miller e o Surrealismo Britânico, com foco nas colaborações criativas de Miller com artistas com quem conviveu e fotografou, incluindo nomes como Salvador Dalí, Max Ernst, René Magritte e Henry Moore.///

+

Mais informações aqui.

 

Tags: , ,