Radar

Claudia Andujar e a tradução xamânica

Claudia Andujar & Pedro de Niemeyer Cesarino

Seria possível para uma pessoa comum fotografar os xapiripë, termo que costumamos traduzir por “espíritos”, mas que designam, mais propriamente, como dizia Eduardo Viveiros de Castro, uma multiplicidade infinitesimal de humanoides existentes desde os tempos antigos? Seria possível registrar a materialidade de cantos que serpenteiam pelo espaço e que não se reduzem apenas à audição? […]

Radar

Swinguerra : o chamado do corpo

Calac Nogueira & Livia Lima

No final de agosto, Swinguerra (2019), o mais novo filme de Bárbara Wagner e Benjamin de Burca, produzido para representar o Brasil na 58ª Bienal de Veneza, foi apresentado no Pavilhão da Bienal, no parque do Ibirapuera. No mesmo dia, o Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo também exibiu Swinguerra no CineSesc em sua […]

Radar

Robert Frank por Susan Meiselas, Miguel Rio Branco, Maureen Bisilliat, Cristiano Mascaro, Dorrit Harazim, Jim Goldberg e Bernardo Carvalho

Robert Frank (1924-2019), um dos fotógrafos mais influentes do século 20, morreu ontem em Inverness, Nova Escócia (Canadá). Nascido na Suíça, Frank emigrou para os Estados Unidos aos 23 anos, onde começou a fotografar para a revista de moda  Harper’s Bazaar. Em 1959 publicou o livro Os Americanos, trabalho que o tornaria famoso. Realizado a […]

Radar

Livro detalha a cronologia da vida e da obra de Marc Ferrez

Originalmente previsto como uma pesquisa para uso interno do IMS, o livro Marc Ferrez – Uma cronologia da vida e da obra, escrito pela pesquisadora Ileana Pradilla Ceron, lista episódios importantes da vida de Ferrez e mapeia sua obra. Além disso, a cronologia relaciona “esse corpo de informações aos universos simultâneos e variados nos quais […]

Radar

É bom morar no azul

Anna Bella Geiger & Marília Garcia

1. O mapa não é o território, diz um dos princípios de Alfred Korzibsky para indicar que a linguagem e as representações não equivalem ao referente. A palavra cadeira não é a cadeira em si (e nem a imagem da cadeira, para lembrar o trabalho de Joseph Kosuth que contém uma cadeira, a definição de […]

Radar

Letizia Battaglia: No corpo da imagem

Letizia Battaglia & Lorenzo Mammì

Em Amore amaro, documentário de Francesco G. Raganato (2012), Letizia Battaglia comenta uma de suas fotos mais famosas: a da prisão, em 1979, de Leoluca Bagarella, talvez o mais sanguinário dos chefes mafiosos da época. Letizia começa narrando as circunstâncias da foto: ficou tão próxima do preso que ele conseguiu lhe desferir um pontapé; caiu […]