Notícias

Começa hoje em Santos o festival Valongo com exposições, debates e oficinas em torno do tema Aberto para obras

Publicado em: 04 de outubro de 2017

Fotografia da série Excessocenus, de Cristina de Middel e Bruno Morais. Divulgação.

Começa hoje em Santos a segunda edição do Valongo – Festival Internacional da Imagem, com  o tema Aberto para obras. Nas palavras dos organizadores do evento, Iatã Cannabrava e Thamyres Matarozzi, a ideia é “abrir o festival para obras, ouvir e não falar em nome dos outros. O sentido das obras ganhou tanta força que até o Museu Pelé, fechado para reforma, irá abrir em parte para nos receber”.

O Valongo vai até o próximo domingo, dia 8/10, e neste ano terá um conjunto de exposições com curadoria de Horacio Fernández, ex-diretor do festival PhotoEspaña, oito mesas de debates e 20 workshops programados para acontecer na região portuária da cidade de Santos. Um espaço dedicado exclusivamente a publicações fotográficas é uma das novidades do festival, com rodas de conversa, leitura e apresentação de bonecos de fotolivros selecionados por convocatória.

Nas exposições, os destaques são o projeto Excessocenus, da espanhola Cristina de Middel com o carioca Bruno Morais; o trabalho do português António Júlio Duarte sobre a riqueza chinesa a partir dos palácios do sexo, dos jogos e do dinheiro das grandes cidades. Entre os artistas que irão compor mesas de debates estão Cao Guimarães, que será entrevistado por João Carlos Guedes da Fonseca, Jonathas de Andrade, por Ana Maria Maia, as curadoras Diane Lima, Galciani Neves e Denise Gadelha por Ronaldo Entler, e Cristina de Middel e Bruno Morais, por Horacio Fernández.

Os workshops e oficinas do festival serão ministrados por fotógrafos e videomakers em diferentes temas e abordagens, com nomes com destaque para o inglês Jack Latham e os brasileiros Nair Benedicto, Ana Lira, Elza Lima, André Penteado, Cao Guimarães e Eustáquio Neves, entre outros.

Para mais informações sobre o festival, consulte o site do Valongo aqui.

 

Tags: , ,