Notícias

Série do argentino Marcelo Brodsky utiliza fotografias da onda de protestos mundiais de 1968

Publicado em: 04 de janeiro de 2018

O artista argentino Marcelo Brodsky acaba de lançar o livro 1968: O fogo das ideias, em que apresenta um de seus trabalhos mais recentes, baseado em fotografias de arquivo de protestos, passeatas, manifestações e conflitos ocorridos ao redor do mundo no final dos anos 1960. Brodsky destaca o ano de 1968 como um marco no surgimento de ideias revolucionárias que influenciaram a forma das pessoas perceberem o mundo, com slogans libertários como “A imaginação no poder!” e “Peçam o impossível!”.

Brodsky selecionou, em três anos de buscas em arquivos e bancos de imagens dos mais diferentes tipos (de fotógrafos, agências, universidades e dossiês policiais, entre outros), um conjunto de imagens que considerou mais significativo e investigou mais detidamente o contexto de cada fotografia: qual o motivo pelo o que se lutava e o momento histórico daquela localidade. Após a pesquisa, o artista realizou intervenções à mão nas fotografias, destacando frases, situações e acontecimentos mais relevantes, na sua opinião.

As imagens que integram o livro vão desde a Campanha dos Pobres, comandada por Martin Luther King alguns meses antes de seu assassinato, até protestos contra a Guerra do Vietnã em Londres e regimes militares no Rio de Janeiro, São Paulo, Buenos Aires e outras cidades latino-americanas. Parte desta série foi exposta no Itaú Cultural em 2016 e três imagens estão na exposição Hiatus, atualmente em cartaz no Memorial da Resistência da Estação Pinacoteca, em São Paulo.

Marcelo Brodsky ganhou reconhecimento com o trabalho Buena memoria (1996), feito a partir de uma fotografia escolar de sua turma do Colégio Nacional de Buenos Aires de 1967. Sobre a imagem original, o artista escreveu relatos breves sobre o destino individual daqueles antigos colegas, muitos deles sequestrados e assassinados pela ditadura militar argentina.///

 

Marcelo Brodsky (1954), fotógrafo e artista multimídia argentino,  autor de Buena memoria (1996) e Correspondências visuais (2009), com artistas como  Martin Parr, Horst Hoheisel e Manel Esclusa.

 

Tags: , , , , ,