Notícias

Como a fotografia pode capturar o que significa ser humano é tema da exposição Ser: Nova fotografia 2018 no MoMA de NY

Publicado em: 06 de abril de 2018

Desde 1985, o MoMA de Nova York organiza a série de exposições Nova fotografia, que tem como objetivo apresentar novas ideias e fotógrafos do mundo inteiro em torno de um tema proposto pela curadoria da instituição. Em sua 24ª edição, a mostra deste ano partiu da pergunta “como a fotografia pode capturar o que significa ser humano?” para elencar um grupo de 17 artistas de dez países diferentes, entre eles a brasileira Sofia Borges, ganhadora da Bolsa ZUM/IMS de Fotografia em 2017.

Batizada Ser: Nova fotografia 2018, a mostra evidencia, na visão do museu, uma nova direção da fotografia contemporânea, saindo de um período em que a mediação de plataformas tecnológicas, aplicativos e outras ferramentas não humanas usadas para produzir imagens dá lugar a diferentes maneiras de como os seres humanos são percebidos e representados através da fotografia. Muitos dos artistas selecionados para esta edição desafiam as convenções fotográficas do retrato, usando estratégias para desorientar ainda mais os espectadores, como o uso de máscaras, cortes abruptos e desconstrução da imagem. Outros utilizam fotos encontradas que, deslocados de seus contextos de origem, acabam por contar novas histórias.

Criada por John Szarkowski (1925-2007), o famoso diretor de fotografia do museu, a série de exposições apresentou ao público ao longo das últimas três décadas nomes como Philip-Lorca diCorcia, Paul Graham, Mike Mandel, Boris Mihailov, Rineke Dijkstra, Wolfgang Tillmans e Viviane Sassen, entre outros.///

 

Tags: , ,