Livros

Recém-lançados, oito fotolivros revelam diferentes aspectos da cidade de São Paulo

Publicado em: 07 de abril de 2021

 

Vizinhos, de Claudia Jaguaribe

Lançados entre o final de 2020 e o início de 2021, um conjunto de fotolivros aborda diferentes aspectos da cidade de São Paulo, desde a sua arquitetura e paisagem urbana até populações socialmente excluídas que sobrevivem nas ruas da capital. Nos trabalhos de Tuca Vieira, Claudia Jaguaribe, Gui Christ, Karen Caetano, Coletivo Flanantes, Caio Reisewitz e Oskar Schmidt, São Paulo é retratada a partir de diferentes pontos de vista. Veja abaixo os fotolivros selecionados.

 

 

Atlas fotográfico da cidade de São Paulo e arredores – Tuca Vieira

Um dos projetos recentes mais relevantes na tarefa de abraçar toda a cidade de São Paulo de uma maneira o mais igualitária possível, a série de fotografias de Tuca Vieira, realizada entre 2014 e 2016, foi lançada no formato livro no final do ano passado. Como o próprio nome evoca, Atlas fotográfico da cidade de São Paulo e arredores guarda proximidade com o universo de mapas, guias e outros objetos da cartografia. Utilizando como base o Guia de Ruas de São Paulo, o fotógrafo realizou uma imagem para cada “pedaço” do mapa da cidade, num total de 203 fotos.

Editora Casa da Imagem/Museu da Cidade de São Paulo

 

Vale: IMG – Coletivo Flanantes

Lançado pelo coletivo Flanantes no início de 2021, o fotolivro Vale: IMG conta a história recente das transformações sofridas pelo Vale Anhangabaú a partir do ponto de vista de skatistas que frequentam a região há décadas e presenciaram suas várias reformulações urbanísticas. O projeto, idealizado por Murilo Romão , com organização de Douglas Prieto e design gráfico de Daniel Justi, conta também com o livro Vale: TXT, uma seleção de relatos de alguns dos principais skatistas que andaram por ali.

 

Fissura – Gui Christ

Por cerca de dois anos e meio, o fotojornalista Gui Christ dedicou-se a documentar a região próxima da estação da Luz, no centro de São Paulo. Conhecida como Cracolândia, o conjunto de ruas e moradias extremamente precárias abriga uma legião de pessoas ali vive em condições sub-humanas e que só aparecem como notícia por conta de ações violentas da polícia. Fissura vai além do registro jornalístico dessa violência e procura dar uma visão mais ampla das vítimas dessa fratura social.

Autopublicado

 

 

Zona de conflito – Karen Caetano

O olhar da fotógrafa Karen Caetano vai atrás da relação de pessoas que vivem à margem da sociedade com a cidade de São Paulo. Lançado no final de 2020, o fotolivro Zona de conflito destaca o cotidiano violento imposto a um grande número de pessoas que não são vistas por autoridades e cidadãos que vivem na mesma metrópole.

Editora Origem

 

Vizinhos e Duplo – Claudia Jaguaribe

Durante a pandemia da covid-19, a artista visual e fotógrafa Claudia Jaguaribe lançou dois fotolivros que abordam a relação da cidade de São Paulo com a crise sanitária que estamos atravessando. Em Vizinhos, a fotógrafa retratou a região nobre dos Jardins, onde reside, explorando a sensação de vazio e compasso de espera em que o bairro mergulhou nos primeiros meses da pandemia em 2020. Já em Duplo, lançado neste início de 2021, Jaguaribe retrata pessoas com suas máscaras e o contraste com a nova realidade causada pela longa presença do coronavírus na cidade. Ambos os livros são parte da série Quarentena Books.

Editora IpsisPub

 

Jaraguá – Caio Reisewitz

Lançado em 2021, o livro Jaraguá, do fotógrafo Caio Reisewitz, é fruto de uma grande pesquisa e intercala fotografias antigas e recentes, textos, iconografia histórica e informações cartográficas que dimensionam o pico do Jaraguá no tempo e no território do município de São Paulo. Publicado no livro, texto do crítico de arte Adolfo Montejo Navas ressalta que “neste trabalho, Joaquim Reis, como heterônimo de Caio Reisewitz, recoloca a melancolia da paisagem dentro da melancolia da história como imaginário vivo […]; são sempre paisagens-situação a meio caminho do artificial, parecendo absolutamente verdadeiro o que ainda não o pode ser”. Jaraguá revisita o ensaio que foi exibido em uma mostra com o mesmo título na Casa da Imagem, em 2014.

Museu da Cidade de São Paulo / Imprensa Oficial

 

Centro – Oskar Schmidt

Entre 2017 e 2019, o fotógrafo alemão Oskar Schmidt realizou uma série de retratos de residentes da cidade São Paulo, agora reunidos no fotolivro Centro, lançado no final de 2020. Ao utilizar a fotografia de estúdio e seus métodos, Schmidt negocia com seus retratados estruturas complexas como identidade, origem e construção da alteridade.

Editora Distanz

 

 

 

Tags: , , , , , ,