Fotolivro de Cabeceira

Fotolivro de cabeceira: a artista Rochelle Costi escolhe as fotografias do Marrocos feitas por Paul Bowles

Paul Bowles & Rochelle Costi Publicado em: 14 de março de 2018

Não me lembro exatamente se minha paixão por Paul Bowles (1910 – 1999) veio antes ou em função do filme de Bernardo Bertolucci, O céu que nos protege (1990), baseado em seu romance homônimo escrito em 1949. Fato é que, no início dos anos 90, li todos os livros dele disponíveis por aqui e o Marrocos passou a ocupar o primeiro lugar na minha lista de destinos desejados.

Quando soube que meus amigos Cao Guimarães, Cristiano Rennó e Marcos Boffa estavam planejando uma viagem pela Península Ibérica que incluía a travessia do estreito de Gibraltar até o Marrocos, logo me agreguei à caravana. Antes de partir, vi o filme mais sete vezes e anotei todas as referências geográficas citadas com o propósito de buscá-las in loco. Para a minha decepção, encontrei apenas uma delas: os quartos do Hotel Transatlantique. Não eram tempos de informação abundante e soube mais tarde que muitas das cenas foram rodadas na Argélia e na Nigéria.

Dois ou três anos depois, encontrei Paul Bowles fotografias: Como poderia enviar uma imagem para o deserto?, livro publicado em 1994 com fotos de Paul Bowles em sua imersão no Marrocos desde o pós-guerra. Ele retrata paisagens, festas, amigos que o visitavam, fiéis personagens locais, amores e mistérios. Em suas imagens, o passado parece estar à mesma distância que percebi quando visitei aquele país em 1995. Um passado que eu assistia como a um filme de época; como se os 50 anos que separavam nossas experiências não existisse. Vejo nas fotos um estar confortável, um exótico que parece muito familiar e acolhedor. As fotografias de Bowles assumem o papel de cúmplice, companheiras de uma viagem particular e sem fim, já que o escritor ficou por lá até os últimos dias de sua vida.///

+


Paul Bowles Photographs: How could I send a picture into the desert?
Paul Bowles e Simon Bischoff
Editora: Scalo Publishers, 1994
Dimensões: 19,8 x 24,5 cm

 

 

Rochelle Costi (1961) é fotógrafa e artista multimídia formada em Comunicação Social pela PUC/RS. Participou de mostras em instituições como a Photographers Gallery (1995); a 24ª Bienal Internacional de São Paulo (1998) e as 6ª e 7ª Bienais de Havana (1997 e 1999). Ganhadora do Prêmio Marc Ferrez de Fotografia (1997) e da Bolsa de Artes da Fundação Vitae (2000).

 

Tags: , , ,