Radar

Bienal de Arte começa, e Bárbara Wagner expõe resultado da Bolsa de Fotografia

Publicado em: 07 de setembro de 2016

Abre hoje, 7/9, para o público a 32ª Bienal de Arte de São Paulo. “Incerteza Viva” foi o título escolhido pelo curador Jochen Volz e os cocuradores Gabi Ngcobo, Júlia Rebouças, Lars Bang Larsen e Sofía Olascoaga para a nova edição. A noção de “incerteza” é o fio condutor da seleção dos artistas participantes, uma busca por “refletir sobre atuais condições da vida em tempos de mudança contínua”.

A fotógrafa Bárbara Wagner exibe parte do trabalho desenvolvido com a Bolsa de Fotografia ZUM/IMS 2015. O projeto Mestres de cerimônias documenta a combinação de realidade e fantasia que envolve a vida dos jovens MCs dos movimentos de Brega Funk e Funk Ostentação, em que uma forte e lucrativa cultura de fãs e seguidores online consolida uma dinâmica de apropriação de símbolos de status historicamente pertencentes às classes dominantes. Para a Bienal, Bárbara selecionou 16 fotografias da primeira metade do trabalho, sobre a cena do Brega Funk em Recife. Todas as imagens farão parte do acervo do Instituto Moreira Salles. A artista expõe também um vídeo feito em parceria com Benjamin de Búrca.

Veja na galeria abaixo outros destaques de artistas que trabalham com fotografia e vídeo desta Bienal: