“Microfilme”, de Letícia Ramos

LR_110415 001 LR_110415 005 LR_110415 006 LR_110415 007

Microfilme, projeto que a artista Letícia Ramos executou e finalizou com o financiamento da Bolsa de Fotografia ZUM/IMS 2013, registra uma viagem de exploração a um local aparentemente ermo, mostrando suas evidências paleontológicas; um lugar ao sul do país vulnerável ao gosto das marés, que transformam a paisagem cotidianamente.

Para esse trabalho, Letícia escolheu como suporte de registro o microfilme, material e técnica utilizados rotineiramente para reprodução e arquivamento de documentos. O resultado é a representação de uma paisagem atemporal, como a própria artista gosta de descrever, de um ambiente abandonado pelo homem e que a natureza se encarregou de reconquistar. O projeto materializou-se na forma de dez polaroides 4×5’’, dez ampliações panorâmicas a partir de microfilmes da paisagem particular interpretada pela artista e dois polípticos retratando espécimes vegetais do local, também em microfilme. O material agora pertence ao Acervo de Fotografia Contemporânea do Instituto Moreira Salles.

LER_140714 004 LER_140714 004 LER_140714 006 LER_140714 006

Como um método próprio, na maior parte de seus trabalhos Letícia parte de dois elementos: narrativa, uma ficção que geralmente se relaciona com as velhas histórias de exploradores e suas aventuras, uma mistura de literatura com ciência; e registro dessa narrativa. A maneira como é contada cada história sempre parte de um engenho, a confecção de um aparato técnico de baixa tecnologia, ou mesmo a recuperação de aparatos fora de uso. Letícia acaba por se confundir com uma arqueóloga que, além de explorar um mundo novo, desenterra artefatos para registrá-lo. Seu trabalho quer ser um registro científico, mas acaba por ser uma interpretação pessoal do real, com direito a ficção e fantasia.

Letícia Ramos (Santo Antônio da Patrulha/RS – 1976), artista e videomaker, cursou Arquitetura e Urbanismo na UFRGS e Cinema na FAAP. Seu foco de investigação artística é a criação de aparatos fotográficos próprios para a captação e reconstrução do movimento e sua apresentação em vídeo. Seus trabalhos já foram expostos em importantes mostras e galerias, como a Tate Modern em Londres, 16º Videobrasil em São Paulo e Laboratório de Arte Alameda no México. Vive e trabalha em São Paulo/SP.

 

Veja o processo da artista em diversos posts ao longo do trabalho.

Leia entrevista com Letícia Ramos sobre o projeto Microfilme e assista à conversa com o cineasta Jorge Bodanzky.

LR_130415 002

panorama_04

panorama_05

panorama_15

panorama_23