Bolsa de fotografia

“Zoo”, de João Castilho: uma prévia da Bolsa de Fotografia 2013

Publicado em: 19 de maio de 2014
Zoo, o novo trabalho do fotógrafo João Castilho, foi um dos vencedores da primeira edição da Bolsa de Fotografia ZUM/IMS, que seleciona dois projetos inéditos para ser desenvolvidos ao longo de 8 meses. Nas fotos do trabalho, ainda em andamento, animais selvagens e silvestres foram trazidos para ambientes domésticos. Leia abaixo o depoimento de Castilho sobre Zoo.

A convocação artística do animal é intensa no campo da arte contemporânea e não tem outra razão: o animal, em sua particularidade, carrega um pouco do mistério humano. Zoo é uma série de fotografias que mostra animais selvagens que foram deslocados para  ambientes domésticos.

Minha presença no mesmo espaço que o animal real – e a fotografia como evidência direta disso – instaura a sensação do ser-humano a um passo de ser-animal. Desvia da ideia de representação, para designar um movimento  entre o homem e o animal, em que aquele faz simbiose com este. O trabalho funciona como o testemunho de um ato. Um de frente pro outro, eu e o animal, se interrogando em silêncio, como quem diz: e agora? Estar face a face com um animal nos faz retornar a algo primitivo, ancestral e talvez, quem sabe, por um breve instante nos transformamos em uma onça, um tatu, um tamanduá.

A maioria dos animais e das locações são em Minas Gerais. Fizemos um trabalho de pesquisa e produção que nos levou a alguns criatórios. A dificuldade maior é encontrar um animal que seja possível deslocar para uma locação e que possa ser fotografado em segurança. E isso independe da espécie. As vezes o macaco daqui a gente consegue fotografar e o de outro lugar não. É caso a caso e quem conhece melhor o animal são os criadores, por isso é um trabalho feito com eles, com a ajuda deles. Claro que há sempre uma boa dose de risco envolvida e isso é importante para o trabalho. Por mais que esses animais tenham algum contato com humanos eles não vivem dentro de casas. Se esse deslocamento muda completamente o eixo do nosso instinto, isso não é menos verdade para o animal e o comportamento de ambos, homem e animal, nessa situação, é imprevisível.

 

As inscrições para a Bolsa de Fotografia 2014 vão até o dia 23 de junho e podem ser feitas aqui.

Conheça o projeto Microfilme, de Letícia Ramos, o outro ganhador da Bolsa de Fotografia 2013.

Tags: , ,