Radar

Festival internacional PhotoEspaña 2015 é dedicado à fotografia latino-americana

Publicado em: 06 de julho de 2015
Nova York, 1969 - 1970, Mário Cravo Neto

Nova York, 1969 – 1970, Mário Cravo Neto

 

Com o tema Nos vemos aqui e centrada na produção latino-americana, a 18ª edição do festival PhotoEspaña organiza 101 exposições de fotografia em sedes espanholas e internacionais. Até 30 de agosto serão exibidas obras de 395 artistas, entre eles os brasileiros Mário Cravo Neto – com a exposição Mitos e ritos, no Real Jardín Botánico, primeira retrospectiva do artista na Europa desde seu falecimento, em 2009 –, Miguel Rio Branco e Ding Musa.

O Brasil se faz presente no festival também com os retratos de belas mulheres na estação da Luz, feitos pelo cubano Alberto Korda, conhecido pela autoria do mais famoso retrato de Che Guevara. Outros destaques são a argentina Mariela Sancari e sua busca pela reconstituição da imagem do próprio pai – que cometeu suicídio quando a fotógrafa tinha 14 anos – ao retratar anônimos no projeto fotográfico Moisés; e o mexicano Óscar Gomez, que revela seu país a partir da janela de um táxi.

Em Lisboa, uma das cidades que participam do PhotoEspaña este ano como sede convidada, cinco brasileiros participam da exposição Instantâneo: Fotógrafos latino-americanos da coleção Carpe Diem –  Christina Meirelles, Ding Musa, Helena Martins-Costa, Marcio Vilela e Paula Scamparini.

 

Luciana, 1994, Mário Cravo Neto
Coração de pedra, 1990
Bahia, c. 1995
Luciana, 1994, Mário Cravo Neto

Moisés, Mariela Sancari