Radar

Oito perfis brasileiros do Instagram para quem gosta de fotografia

Publicado em: 18 de fevereiro de 2020

Para além de espaço expositivo, o Instagram é também uma plataforma para artistas visuais que queiram utilizá-la para experimentar novas ideias e formas de expressão. Acompanhamos de perto o trabalho de novos perfis brasileiros que se destacam por abordagens originais de estilos já consagrados na fotografia ou por buscarem novas soluções estéticas em diálogo com o aplicativo. Veja abaixo uma seleção de oito perfis para seguir no Instagram.

 

Bárbara Scarambone (@barbarascarambone) 

As colagens fotográficas de @barbarascarambone se destacam pela beleza de suas intervenções, geralmente em tons de vermelho. Nas imagens, fotos de mulheres anônimas são retrabalhadas com cortes secos, repetições, palavras e manchas de tinta, alusões ao processo de apagamento, silenciamento e fragmentação emocional pelo qual muitas mulheres passam.

 

Davi de Jesus do Nascimento (@nasceumdavi)

Faz uso de diversas formas de expressão visual para traduzir sua memória, bagagem cultural e identitária. O uso de seu acervo de fotografias, desenhos, vídeos performáticos, selfies e textos possibilita uma compreensão mais ampla das diferentes camadas que constituem uma persona nas redes sociais.

 

Fotos dos Outros (@fotosdosoutros) 

Cria narrativas por meio de álbuns de fotografia, livretos e documentos encontrados em brechós, arquivos pessoais, porões, gavetas, etc. Usa a funcionalidade da galeria do Instagram para construir narrativas curtas inventadas a partir dessas imagens apropriadas. Um profanador de sepulturas, como ele mesmo se define no perfil.

 

Francisco Flor (@franciscflor)

@franciscflores gosta de desvirtuar a estrutura padrão do Instagram ao alternar de maneira aparentemente aleatória a quantidade de imagens por post: algumas vezes criando dípticos, em outras usando apenas uma foto, Flor aproxima seu perfil de uma narrativa típica de fotolivros.

 

Pedro Ferreira (@pedrocks_)

Na contramão de uma visão mais comercial e de modelos idealizados pela indústria da moda, o perfil de @pedrocks_ vai em uma direção mais criativa e transgressora. Suas fotos e looks ativam questionamentos quanto à representatividade, estética e referências que a moda preza e reproduz.

 

Phodismo (@phodismo)

Uma criança colando um adesivo, a água da chuva inundando a rua, um grupo de pessoas se preparando para almoçar. O perfil @phodismo explora situações banais com vídeos curtos e cheios de efeitos lisérgicos e retrô, que dão um certo glamour nostálgico ao acontecido. Os áudios, originais e diretos, reforçam a sensação de participação do espectador na cena.

 

 

Samantha Oda (@samanthaoda)

Samantha presta atenção aos detalhes de uma cidade que sofre a ação do tempo e das pessoas que nela transitam. A delicadeza do olhar e a abstração visual se destacam entre os perfis de fotografia urbana. Uma paleta de cores pálidas e nebulosas reverbera um silêncio no meio do caos urbano.

 

Silvana Mendes (@sil.vana)

A artista maranhense apresenta uma série de colagens fotográficas, mesclando tons e cores vibrantes a retratos de personagens negros que foram apagados pela história. Além disso, o perfil apresenta fotos de crianças, mulheres e festividades feitas pela artista, que depois migram para novas colagens e foto-pinturas. Dessa maneira, une tempos diferentes da história, misturando colagens dos que se foram com fotografias dos que estão presentes. ///

 

 

Tags: ,