Radar

Transformações visuais de São Paulo são tema de seminário do SESC

Publicado em: 02 de setembro de 2015
Homens conversando em banco de praça, c. 1910, Vicenzo Pastore

Homens conversando em banco de praça, c. 1910, Vicenzo Pastore

O Centro de Pesquisa e Formação do Sesc-SP promove entre 8 e 29 de setembro o seminário São Paulo em fotografia: transformações visuais da metrópole. Serão quatro palestras, realizadas sempre às terças-feiras, das 19h às 21h, que apresentarão o trabalho de diferentes fotógrafos com atuação em São Paulo. O ciclo de palestras discutirá os registros visuais produzidos desde a segunda metade do século 19 à contemporaneidade: da São Paulo colonial de Militão Augusto de Azevedo, em 1860 e 1870, e da industrialização das primeiras décadas do século 20, cujos reflexos são vistos na fotografia de rua de Vicenzo Pastore e Aurélio Becherini, ao olhar moderno dos fotoclubistas Thomaz Farkas e German Lorca e à produção contemporânea de fotógrafos como Cristiano Mascaro e Felipe Russo.

As palestras serão ministradas pelas professoras Solange Ferraz de Lima, Fraya Frehse e Vânia Carneiro de Carvalho, da USP, e o professor Rubens Fernandes Junior, da Faap. O ciclo pretende abordar as transformações urbanas e sociais na metrópole paulistana, assim como fazer uma reflexão ampliada sobre as múltiplas representações visuais que, historicamente, contribuíram para a formação de concepções específicas sobre a relação entre a história e a memória da cidade.

ZUM indica uma seleção de livros fotográficos sobre a capital paulista e sua evolução urbana:

Álbum comparativo da cidade de São Paulo – 1862 a 1887, Militão Augusto de Azevedo
Saudades de São Paulo,
 Lévi-Strauss (Companhia das Letras)
São Paulo, três cidades em um século, Benedito Lima de Toledo (Cosac Naify)
Cadernos de Fotografia Brasileira – 450 anos de São Paulo (Instituto Moreira Salles)
De vila a metrópole
 (coleção Folha Fotos Antigas do Brasil)

Avenida Paulista, 1902, Guilherme Gaensly

Avenida Paulista, 1902, Guilherme Gaensly

 

Veja a programação completa do seminário:

8/set – Registros sempre presentes: as imagens de Militão Augusto de Azevedo na contemporaneidade

As séries fotográficas da cidade de São Paulo realizadas por Militão Augusto de Azevedo em 1860 e 1887 alcançaram ampla longevidade. Ao longo do século XX, em função das sucessivas apropriações por editores, curadores e acadêmicos, seus registros serviram para alimentar representações da cidade, especialmente, em ocasiões comemorativas.

A palestra aborda as qualidades plásticas dos registros da cidade pelas lentes de Militão, bem como os contextos em que esses registros foram acionados, nos séculos XX e XXI, para narrar o passado e a evolução urbana da capital paulista.

Com Solange Ferraz de Lima, livre docente em História Social pela USP. Docente e curadora no Museu Paulista – USP.  Coautora de Fotografia e Cidade, da razão urbana à lógica de consumo.

 

15/set – Temporalidades em foco: nas ruas paulistanas de Guilherme Gaensly, Aurélio Becherini e Vincenzo Pastore

O que a fotografia de rua produzida em São Paulo nas primeiras décadas do século XX pode revelar acerca do ritmo das transformações por que passou o imaginário fotográfico da cidade? Assumindo-se imagens da rua de Guilherme Gaensly, Aurélio Becherini e Vincenzo Pastore da primeira década do século XX como testemunhos fenomênicos do encontro fatual entre o fotógrafo e fotografados, nas ruas ou largos paulistanos de então, é possível identificar o “estranhamento revelador” (Martins, 2008) de que cada um dos conjuntos fotográficos é documento.

Com Fraya Frehse professora do Departamento de Sociologia da USP, com pós-doutoramento em Sociologia pelas universidades Livre e Humboldt de Berlim. É autora de Ô da Rua! O Transeunte e o Advento da Modernidade em São Paulo.

 

22/set – As imagens de São Paulo à época do IV Centenário de fundação da cidade

Nos anos que antecederam as comemorações do IV centenário de fundação da cidade de São Paulo houve um aquecimento do mercado editorial. Foram lançados vários álbuns da cidade que ambicionavam alçar a cidade à condição de grande capital moderna e para isso contribuiu a utilização de uma estética fotográfica que inovou a linguagem visual no século XX. Curiosamente, uma estética constituída para questionar seu objeto fotográfico passa a ser utilizada, nos anos 50, com fortes representações comprometidas com o discurso do progresso. O objetivo é compreender como estas mudanças de significados foram possíveis.

Com Vânia Carneiro de Carvalho, doutora em História Social pela USP. É vice-diretora do Museu Paulista-USP, onde atua como professora, curadora e pesquisadora. Integra o PPG em História Social do Departamento de História da FFLCH-USP.

 

29/set – São Paulo: como ver a cidade/comover a cidade/como veracidade

Retomar as imagens da cidade feita por fotógrafos como: Aurélio Becherini, Benedito Junqueira Duarte e compará-las com os cartões postais do Foto Labor e Foto Postal Colombo nas décadas de 1950 e 60. Contrapor essas imagens às fotografias de Thomaz Farkas, German Lorca e de fotógrafos do Foto Cine Clube Bandeirante. Discutir a imagem da cidade na segunda metade do século XX a partir das fotografias de Cristiano Mascaro, Carlos Moreira, Juca Martins, Carlos Fadon Vicente, Gal Oppido, Cássio Vasconcellos, Iatã Cannabrava, Arnaldo Pappalardo, Tuca Vieira e Felipe Russo, e evidenciar a impossibilidade de perceber a cidade em sua totalidade territorial.

Com Rubens Fernandes Júnior, doutor em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP. Professor e diretor da Faculdade de Comunicação da FAAP. Publicou Labirinto e Identidades – Fotografia Brasileira Contemporânea.

 

Igreja e Convento do Colégio, atual Pátio de Colégio, 1862, Militão Augusto de Azevedo

 

São Paulo em fotografia: transformações visuais da metrópole
De 8 a 29 de setembro de 2015. Terças, 19h às 21h.
Recomendação etária: 16 anos. Número de vagas: 30.
Preços: R$ 50,00 (inteira); R$ 25,00 (aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública);  R$ 15,00 (trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc e dependentes).
Inscrições a partir do dia 26 de agosto pelo site ou nas unidades do Sesc no Estado de São Paulo.

Centro de Pesquisa e Formação – CPF Sesc
Rua Dr. Plínio Barreto, 285 – 4º andar.
Tel: 3254-5600

Tags: , ,