Revista ZUM 7

Para onde foi a senzala?

Mauricio Lissovsky

A nova edição do livro clássico de Gilberto Freyre aboliu o negro e a senzala da capa. Intrigado com a mudança, o professor de história MAURICIO LISSOVSKY mostra como a senzala vem perdendo a conotação de opressão e crueldade para se tornar um lugar de prazeres. O resultado desses deslocamentos é que a senzala retorna […]