TV ZUM

Câmera Aberta: making of do projeto de Michael Wesely no novo museu do IMS-SP

Publicado em: 20 de outubro de 2015

Quem passa em frente à obra do novo museu do Instituto Moreira Salles na avenida Paulista já pode perceber a caixa de elevadores e as estruturas de aço galvanizado ultrapassando o tapume de proteção. Para documentar a construção do edifício, o IMS convidou o artista alemão Michael Wesely para desenvolver o projeto Câmera Aberta.

Feita com câmeras que ele mesmo constrói, a técnica de captação de imagens consiste em deixar o obturador da câmera aberto por um longo período, expondo o mesmo negativo para gerar uma única imagem. Wesely instalou quatro câmeras analógicas e duas câmeras digitais nas fachadas dos edifícios vizinhos ao terreno do futuro museu do IMS, que ficarão em funcionamento até a conclusão do edifício, em 2017. “Neste projeto do IMS me dei conta pela primeira vez que esse tipo de fotografia é muito próximo à arquitetura porque, de certa forma, ela prevê os ritmos da arquitetura”, conta Wesely.

Assista ao making of do projeto, produzido por Pio Figueiroa:
[youtube width=”700″ height=”450″]https://youtu.be/DZ2h0CUIYeQ[/youtube] Michael Wesely nasceu em Munique. Participou de diversas exposições internacionais, entre elas a 25ª Bienal de São Paulo. Pioneiro em fotografias de longa exposição, suas imagens mais célebres são as da reforma da Potsdamer Platz, em que a exposição se estendeu por dois anos. Fotografou também a ampliação do Museu de Arte Moderna de Nova York (MoMA), imagens que agora fazem parte da coleção permanente do museu.

Veja fotos dos bastidores:

Imagens: Valentina Tong e Ricardo Iannuzzi