Claudia Andujar – no lugar do outro

a sônia

Angélica Freitas Publicado em: 16 de setembro de 2015
Por volta de 1971, Claudia Andujar registrou, diante de um fundo infinito, a modelo baiana Sônia, que tentava a sorte em São Paulo. O ensaio durou três horas e consumiu dez rolos de filme, mas a fotógrafa não gostou do material e, pouco tempo depois, decidiu refotografar as imagens, sobrepondo-as e usando filtros. Publicada em junho daquele ano na Revista de Fotografia, a série é uma espécie de radiografia do corpo feminino.
A pedido do site da ZUM, a poeta Angélica Freitas leu estas imagens e escreveu a série de poemas “a sônia”:

a sônia

nada de errado

esses peitos
esses braços

se alguém quiser saber
barriga, costelas, umbigo

quisemos
tudo

*

querer as pernas
de outra mulher

para depois do amor
ser quadrúpede

alguns dirão
era só
o que nos faltava

*

o que estarás
pensando, azul

de olhos fechados
o que acontece
dentro dessa cabeça

por favor me diz
que pensavas
em coisas banais

(bananas, arraias,
coqueiros, praias)

menos em dinheiro

*

diante de ti
reclinada assim
nua

um homem saberia
exatamente o que fazer

e por isso mesmo
erraria

eles erraram

*

amada
vacinada

*

tomaste um líquido
que te deixou assim
acesa quando tudo
se apaga

esta manhã
estiveste na praia?
estás mais loira
do que a lua

Da série "A Sônia", São Paulo, c. 1971

*

me deixa por um momento
pensar que esses cabelos
são nuvens

e que deixaste de pensar
porque estás
nas nuvens

*

uma boca se oferece
quantas vezes?
mais uma vez, uma última vez
e desta vez, a outra mulher

*

quantas vezes pode
uma mulher deixar
a casa

e o trabalho virar corpo
e o corpo virar casa

e entender que volta
não existe

*

sônia, escutas?
de olhos fechados

sintonizas
a rádio tosca

transmitindo
entre ouvidos?

por que foste
querer isto

onde estavas
com a cabeça

*

alguém um dia
te disse
tu és tão bonita
ou tu te olhaste
no espelho
e pensaste
sou tão bonita

que triste ser bonita
ser bonita o suficiente
ser bonita

Angélica Freitas (Pelotas, 1973) é poeta e tradutora. Publicou, pela Cosac Naify, os livros de poesia Rilke shake (coleção Ás de Colete, 2007) e Um útero é do tamanho de um punho (2012), que ganhou o prêmio APCA no ano de seu lançamento.

 

claudia_400px

Claudia Andujar, no lugar do outro

Catálogo da exposição
Organização de Thyago Nogueira
Formato: 21 x 26 x 2cm
Número de páginas: 268
ISBN: 978-85-8346-025-1
Preço: R$ 129,90
Compre aqui
Leia trecho da entrevista publicada no catálogo

Tags: , , , , ,